Flamengo
Página Inicial
História do Flamengo
Craques
Notícias Flamengo
Grandes elencos
Jogos imortais
Sala de Troféus
Vídeos do Flamengo
Títulos do Flamengo
Estatísticas
Crônicas
Cronologia
Curiosidades
Escudos
Uniformes
Donwloads
Hino do Flamengo
Mascote
Sedes
Letras de músicas
Frases famosas
Links
Mural da torcida
E-mail

 

Flamengo 2x3 São Paulo - Final da Copa dos Campeões de 2001

 

História

Capa do Caderno Especial do Jornal dos Sports sobre a Conquista

Capa do Caderno Especial do Jornal dos Sports sobre a Conquista

"Pet nunca mais vai fazer um gol desses". Era fácil ouvir essa frase, dita até pelos próprios torcedores do Flamengo, após a conquista do tricampeonato estadual do Clube, em 2001, diante do Vasco, quando o sérvio Petkovic fez um magistral gol de falta no finalzinho da partida. Gol que deu o título ao Rubro-Negro. Mas, os profetas se enganaram. Contra todos os prognósticos, a estrela de Pet brilhou novamente. E em outra cobrança genial de falta, o gringo deu outro título ao Mengo: a Copa dos Campeões.

Em 2001, o Fla queria fazer desta competição um atalho para a Libertadores. E conseguiu. Com grandes atuações de Beto, Edílson e Petkovic, a equipe carioca sagrou-se campeã e garantiu presença no torneio sul-americano do qual não participava desde 1983.

A caminhada do time da Gávea rumo ao título começou com duas vitórias contra o Bahia: 4 a 2 e 2 a 0. Logo depois, a equipe dirigida por Zagallo teve pela frente o Cruzeiro. No primeiro confronto, 0 a 0. No segundo, um implacável 3 a 0.

O São Paulo foi o adversário da final, disputada em dois jogos. Em uma partida de alto nível, o Flamengo fez 5 a 3 na primeira decisão. Desta forma, podia até perder por um gol de diferença no duelo seguinte. E foi o que aconteceu. O time do Morumbi ganhou por 3 a 2, de virada, mas não foi o suficiente.

O Jogo

Petkovic é carregado após o fim do jogo

Petkovic é carregado após o fim do jogo

O São Paulo bem que tentou, mas não conseguiu tirar do Flamengo o título de Campeão dos Campeões de 2001. O Fla perdeu, por 3 a 2, no Estádio Rei Pelé, mas foi suficiente. O resultado deu ao time o título da Copa dos Campeões e garantiu ao Rubro-Negro – que vencera a primeira partida final, em João Pessoa, por 5 a 3 – a segunda das quatro vagas destinadas ao Brasil na Taça Libertadores da América de 2002.

Ao final da partida, a torcida gritou os nomes de Zagallo e do atacante Edílson, dois heróis do título, que o time ganhou de forma invicta. O técnico Nelsinho Baptista, do São Paulo, chamou o árbitro Márcio Rezende de Freitas de “safado”, pois o juíz expulsou de campo os jogadores Luís Fabiano e Fabiano.

O São Paulo foi para o vestiário no intervalo sonhando com o título. O time começou a partida pressionando o Flamengo e criou boas chances de gol, mas os contra-ataques do adversário eram sempre perigosos porque contavam com a habilidade de Beto, Petkovic e Reinaldo.

O gol que começou a dar esperanças ao São Paulo de descontar a vantagem do Flamengo foi marcado por Kaká, aos 39 minutos. E foi um golaço. O jovem meia do São Paulo recebeu passe de França na entrada da área, driblou o experiente Gamarra, levantou a cabeça e tocou no ângulo esquerdo, longe do alcance do goleiro Júlio César.

A vantagem do São Paulo esfriou o ânimo dos torcedores do Flamengo, maioria no Estádio Rei Pelé. Mas o time nem teve tempo de pressionar o adversário no segundo tempo. A estrela de Petkovic começou a brilhar com 1 minuto de jogo. Numa cobrança de falta pela direita, o sérvio colocou a bola na cabeça do zagueiro Juan, que empatou o jogo. Aos 13, em cobrança de falta próximo à grande área, Petkovic colocou a bola no ângulo esquerdo de Rogério Ceni.

Depois disso, Luís Fabiano desentendeu-se com Petkovic e foi expulso de campo aos 14 minutos. A torcida alagoana ensaiava um coro de "olé" quando, aos 18, Juan derrubou Júlio Baptista, que entrara no lugar de Fábio Simplício. França bateu no canto esquerdo e empatou o jogo. Com um jogador a menos, o time pauslita precisava fazer mais dois gols. Fez um, aos 43 minutos, num chute de França de fora da área. Mas era tarde. E Fabiano ainda foi expulso no último minuto. Festa da torcida rubro-negra, em grande número nos estados do Nordeste.

Com a conquista, o Flamengo voltou, enfim, a disputar a Taça Libertadores da América. E Zagallo, aos 69 anos, comemorou, pela primeira vez em sua vitoriosa carreira, um título em Maceió, sua terra natal.

Vídeo

Ficha Técnica

Os Campeões - Jornal dos Sports

Os Campeões - Jornal dos Sports

FLAMENGO 2X3 SÃO PAULO 2º Jogo Da Decisão da Copa dos Campeões

Data: 11/07/2001
Local: Rei Pelé (Maceió-AL)
Juiz: Márcio Rezende de Freitas (MG)
Público: Não divulgado
Gols: Kaká aos 39 do 1º; Juan 2, Petkovic 13, França 20 e 43 do 2º;
Expulsões: Luís Fabiano e Fabiano (SP).

FLAMENGO: Júlio Cesar, Alessandro, Juan, Gamarra, Cássio, Jorginho, Rocha, Beto, Petkovic(Maurinho), Reinaldo(Fábio Augusto) e Edílson.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Belleti, Rogério Pinheiro, Jean e Gustavo Nery; Alexandre, Carlos Miguel (Fabiano), Fábio Simplício (Júlio Batista) e Kaká; Luís Fabiano e França. Técnico: Nelsinho Baptista.


Última atualização: 27/09/13. Política de privacidade  |  Mapa do Site